23 de agosto de 2014

Fashion Scrapbook: Minna Parikka



Das sapatilhas aos coturnos e pumps, a designer finlandesa Minna Parikka consegue criar peças que você nunca imaginou em sua mente, mas facilmente pode se apaixonar com uma coleção surrealista, normalmente inspirada em coelhos, dando um ar romântico excêntrico em cada par de sapato da grife. Em sua página, é dito que "suas criações são para mulheres que rejeitam o mundano e encontra razões para celebrar e brilhar todo dia. Pelas estações, a marca mantém sua essência excêntrica, seus detalhes surreais e divertidos, e seu acabamento impecável". E é claro que essas palavras são bem visíveis logo na loja da marca, com os modelos únicos e diferentes de Minna Parikka.

A paixão de Minna por calçados é baseado no fato de que sapatos —ao contrário das roupas— não precisa de um corpo vestindo-o para ser atrativo. Mas mesmo o par sendo bonito por si só, é quando uma mulher o calça que a mágica realmente acontece. Os sapatos perfeitos podem mudar sua aparência, seu humor e como ela é vista por outros.
"Meus designs são quase como cartas-de-amor de uma apaixonada por saltos para outra. Permita você mesma a ser ousada e deixe um par lhe guiar para novas aventuras. A vida é muito curta para ser levada a sério" 
A grife começou quando aos quinze anos, Minna decidiu que criar sapatos seria a carreira que ela queria seguir por toda a sua vida. Assim, após se mudar para Inglaterra aos plenos 19 anos para se formar em design de calçados, a criadora passou os próximos seis anos vivendo, trabalhando e procurando inspiração em Londres, Milão e Barcelona, voltando apenas em 2005 para concretizar sua marca Minna Parikka em sua terra natal, Helsinki.

A página oficial da marca pode ser encontrada aqui enquanto a sua loja online está aqui. Comprando os pares de Minna ou não, não custa nada ficar admirando suas criações ou até mesmo se inspirar nelas na hora de se vestir, não é?



22 de agosto de 2014

Apps: os cinco favoritos

Sendo dona de um iPhone que mesmo após dois anos ainda trato como um bebê e uma viciada admitida por tanto tecnologia como fotografia, com o tempo fui conhecendo aplicativos que acabaram fazendo parte do  meu dia-a-dia e por isso resolvi fazer uma lista dos meus apps favoritos para não apenas editar fotos como também publicá-las. Com o uso contínuo do face e do insta, acho que minhas sugestões poderiam ajudar a muitos que gostam de uma edição mais clean e de aplicativos que valem realmente a pena baixar.

1. VSCO Cam

O VSCO é um aplicativo bem conhecido de edição de fotos que dá um tom com um contraste interessante na foto e não tem nenhum efeito que tenha aquela saturação exagerada como os outros aplicativos. Por isso esse aplicativo é o meu favorito e o que eu mais uso. Tenho a versão mais nova e a antiga no meu celular, mas não consigo me desapegar à mais velha (já que os efeitos 02 e 05 são exatamente do jeito que eu gosto, mas no novo, uso o T1 e o X1). Na época que eu comecei a usar, ainda era um aplicativo pago, mas tenho que dizer que compensou cada centavo que gastei ao comprá-lo. Para sua sorte, o VSCO Cam é agora um aplicativo gratuito na App Store e na Google Play.

2. Livre — Private Diary/Day Journal

Isso é fato: odeio manter diário. Acho que muitos também não tem a capacidade incrível de manter um. Mas para ser sincera, esse aplicativo me ajudou muito a postar um dia ou outro, alguns updates da minha vida, e o melhor, com foto. O Livre é bem interessante, você pode selecionar como público ou privado (se for público, seria como um instagram), pode colocar uma senha só pra quando abrir o aplicativo em si, selecionar a cor que você quer para o layout (erm, eu escolhi preto) e pode marcar datas e lembretes num calendário, sendo bem útil para se ter no celular. Que tal começar um diário hoje? Esse aplicativo é gratuito e tem apenas no App Store.

3. Moldiv

Como sugere o nome, o Moldiv é um aplicativo para frames e colagens. Aquele que você precisa quando tem quatrocentas fotos para postar do mesmo dia, mas não quer encher o feed de todos os seus seguidores. Até hoje, nunca achei um app gratuito de frames que seja tão completo (mesmo que tenha algumas ferramentas que podem ser pagas separadamente, os itens de graça já são mais que o suficiente). É fácil de mexer e te dá opções imensas para você ter edições super interessantes em alguns cliques. Você pode tanto formar colagens livremente como montar elas de acordo com o molde e até se divertir com as diferentes opções da seção Magazine. Moldiv é um aplicativo —como eu citei antes— free e está disponível tanto na App Store como na Google Play.

4. Rookie


Do mesmo criador do Moldiv, o Rookie é um editor de fotos cheio de opções interessantes que faz dele um aplicativo único. Os efeitos são divididos em categorias e são bem variados, ou seja, pode coincidir com o gosto de qualquer pessoa. Além dos efeitos básicos, você encontra texturas e light leaks (muito similar ao Afterlight que é pago, para você que não gostaria de gastar). Outra opção interessante é a de escrever na foto e aplicar adesivos (que são bem simples e fofos, aliás). O Rookie é sinceramente o aplicativo mais completo de efeitos para fotos que seja gratuito. Infelizmente, você só pode obtê-lo na App Store. Vamos ficar torcendo para os criadores do Moldiv fazer o app para Androids também logo.

5. Afterlight


Afterlight é uma dica óbvia, eu sei. Mas é obvia por um motivo. O aplicativo mesmo sendo pago, é o mais completo com efeitos, texturas, light leaks e molduras. É simplista, mas muito bem pensado, o que faz compensar cada centavo pago por ele. Com um layout moderno e fácil de manusear, você tem a sua foto perfeita em questão de segundos. Isso se você não se perder na imensidão de opções que ele te oferece. Esse aplicativo é muito usado para publicações no Instagram, pois já oferece opções especiais para você recortar e moldar sua foto do jeitinho que irá para o Insta. A minha opção favorita é a de inserir sua foto numa moldura de polaroid, com um set (que é pago separadamente) e lhe oferece várias molduras diferentes. O Afterlight custa US$0.99 na App Store e R$2,23 na Google Play.



21 de agosto de 2014

Para ouvir: Angus and Julia Stone

Dois irmãos, talento, e uma sincronia maravilhosa resume um pouco a dupla, que já venho acompanhando há alguns anos e nunca me canso de ouvir. Ambos nascidos em Newport, norte de Sydney, Austrália. Sempre foram envolvidos no mundo da música, pois o pai deles tinha uma banda que fazia cover de músicas clássicas, e desde crianças ambos faziam pequenas participações nas apresentações do pai. Angus mais novo e mais tímido, na maioria das vezes deixa a irmã Julia cantar boa parte das músicas assinadas pela dupla.
Angus e Julia começaram a colaborar nos seus esforços musicais no começo de 2006. Antes disso, ambos faziam performances como artistas solo, mas cada um usava o outro como voz de fundo. Em termos de composições, eles escrevem separadamente e, então, trabalham juntos na estrutura e na harmonia. Ambos possuem estilos vocais bem distintos.

Estilo:


Angus: sempre com cores neutras e peças simples, deixa todo o estilo no cabelo comprido e bagunçado, e na barba que sempre mantem grande. Angus abusa de chapéis, boinas e tocas para complementar seus looks, mas sempre deixando o estilo hippie prevalecer.


 

Julia: Tem um estilo delicado, abusa sempre de vestidos e saias rodadas. As cores normalmente são claras e assim como o irmão tem todo um estilo hippie, com cabelos sempre naturais e soltos. Nos acessórios Julia usa muito headbands delicados e flores. Já na maquiagem ela usa pouca coisa, deixando as bochechas rosadas em destaque. Em eventos ela costuma usar cores cobres com um pouco de brilho, mas sempre tentando manter o estilo mais natural possível.










Paws Up, Animal Prints Down.

Primavera/verão, seja bem-vindo.


Foto por: Carolina Ricci
Modelo: Tiago Razeira e Jota Marchesini

Roupas:
Camisetas - Marisa
Shorts - Jeans DIY e Pool

Camisa - Calvin Klein
Óculos - RayBan

Look do dia para receber primavera-verão e dizer adeus ao outono-inverno.